Fizeram história

Um mês sem escrever no Blog,  justamente num período em que o Agility brasileiro sofre duas grandes perdas.

Billy Boy, campeão mundial de 2002 e Gaya, campeã mundial de 2008 nos deixaram. Billy se tornou lenda e Gaya foi uma grata surpresa, ambos deixaram suas marcas e seus nomes registrados na história do Agility brasileiro.

Se esse espaço foi criado para o Agility, não posso deixar de destacar fatos tão importantes para nosso esporte.

Transcrevo os textos de Annie sobre Billy e Bruno sobre Gaya, tutores que desfrutaram do amor e carinho desses que fizeram história no Agility brasileiro.

Billy Boy –

BillyBoy

Por Neves

“Hoje foi um dia muito, muito difícil. E daqui prá frente, a vida será diferente. Com toda a certeza será!

Durante muitos anos, vivemos com sua presença. Apesar de ter vindo para nossa casa já numa idade avançada, você preencheu nossos corações com seu amor. Participou de nossas vidas e com seu olhar penetrante, conquistou cada um de nós, humanos e animais. Você, velho. Nosso grande amigo. Nosso anjo de quatro patas. Um cão especial!

Jorge costuma dizer que sua vida profissional se divide em “antes do Billy” e “depois do Billy”.

Um cão adorado por TODOS que te conheceram. No mundo inteiro tinha e tem admiradores. Quantas pessoas queriam ter a honra de viver com você. E nós fomos os premiados! Ganhamos esse presente do amigo Samir com quem você esteve durante a infância e adolescência e quem descobriu em você um campeão. E te preparou para ganhar o mundo!

Conosco, foram cerca de 10 anos. Você chegou, se integrou à nossa família. Voltou às pistas e conquistou mais títulos para sua premiadíssima carreira. Campeão Paulista, Carioca, Brasileiro, Português, Mundial! Billy Boy – Alan do Kanove – A Lenda do Agility!

Não havia quem não se emocionasse quando você entrava em pista! O Agility era a SUA casa! Você era O AGILITY!!!

Hoje, aos mais de 16 anos, seus olhos já não tinham mais aquele brilho e suas pernas não tinham a força que você merecia ter, mas você sempre foi um guerreiro e não se entregava. Lutou até o fim!

Mesmo quando a idade insistia em bater na sua porta … você se mantinha firme. Tentou resistir e por algumas vezes venceu. Foi nosso companheiro, fiel, dedicado. Um amigão!

Agora é uma estrela no céu.

Não teremos mais sua presença física mas certamente estarás em nosso pensamento todos os dias. Nunca iremos esquecer os tantos momentos de felicidade que você nos proporcionou.

Nas aulas de adestramento, de Agility, com seus irmãos silvestres, caninos, exóticos e até com seu último amiguinho, nosso gato Madiba, que adorava dormir ao seu lado e lamber sua boca. Você sempre foi admirado e amado. Deixou seu nome registrado no pedigree de inúmeros filhotes, pelo mundo a fora! Teve até torcida organizada. Participou de novelas, comerciais e programas de televisão.

Viveu uma vida movimentada e com muita emoção, conhecendo mais países pelo mundo do que muitos humanos. Você foi feliz, muito feliz!

E agora, lágrimas escorrem pelo meu rosto. Estou aqui escrevendo essa mensagem prá você e quando te procuro, você não está deitadinho aos meus pés como sempre ficava.

Hoje não vou ter você dormindo na cabeceira da minha cama. Me olhando profundamente quando queria pedir alguma coisa. Vai ser difícil, Billy Boy. Vai ser muito difícil ficar sem você aqui. Meu coração está muito apertadinho. Saudades …

Mas nossa vida precisa seguir. Temos ainda muitos pets para cuidar e dar uma vida digna a todos, como procuramos dar a você. Descanse em paz velho amigo. Temos certeza que você está num lugar muito especial e que nunca vai tirar os olhos de nós.

Você foi O CÃO!!!

Obrigada por nos ter dado a oportunidade de conviver com você. Te amo, Billy Boy!

* 27 de Abril de 1999  + 03 de Dezembro de 2015”  –  Annie Freire

Campeão Mundial de 2002 com Samir

(Vídeo: Fabiano Estigarribia)

Gaya –

Por Bruno

Por Bruno

“A vida será diferente sem você… minha magrela, minha sombra. Até enquanto dormia você não parava de olhar pra mim.

Fizemos historia juntos no agility. Você vai ser lembrada para sempre. Campeã mundial de agility 2008 – Bruno com Gaya.

Foi minha companheira na chuva, no sol, no frio… sempre ao meu lado. Agora é uma estrelinha no céu. Não terei mais você me lambendo com aquela mania chata que você tinha…rs.

Só tenho a agradecer esses 11 anos juntos, momentos de emoção, inesquecives. Conheci várias cidades, vários países, fazendo o que você mais amava, Agility.

Agora descanse em paz minha filha, minha amiga. Tenho certeza que nunca vai tirar os olhos de mim. Te amo Gaya!

+ 17 de Janeiro de 2016”  –  Bruno Moreno

Campeã Mundial de 2008 com Bruno

(Vídeo: Paulo Prado)

Anúncios

Minhas finais no Brasileiro

Itu – Clube de Cãompo – Vou condensar numa única palavra o que foram as finais do XIV Campeonato Brasileiro de Agility: ESPETACULAR.

Quero começar esse post agradecendo aos Deuses climáticos pelos dois dias de céu azul e temperatura amena. Melhor impossível para os cães, competidores, árbitros, auxiliares de pistas, secretaria, público, enfim, para a prática do Agility.

Trofeus - Lindos

Trofeus – Lindos

Arbitrando – Cheguei cedo no sábado porque a primeira pista do dia seria a minha, assim consegui que ela estivesse disponível para o reconhecimento as 8:30hs. A segunda pista, basicamente invertendo o sentido da corrida, também correu sem problemas e foi muito rápido o setup. Fiquei feliz com os traçados, mas um pouco triste com tantas eliminações, mas essas eliminaçõe foram decorrentes do sono, ou falta do café da manhã dos competidores e de certa forma isso deixa o árbitro com a consciência tranquila. Da mesma forma que nos Iniciantes, a pista Grau 1 também me contentou e nessa a galera já estava mais acordada. Com a ajuda e troca de informações entre eu, Henrique e Dan, finalizamos ainda a luz do dia todas as categorias, mesmo nessa época em que os dias escuressem muito cedo.

No domingo não foi diferente. Roberto, Samir e Artur também fizeram um excelente trabalho e encerramos o campeonato bem cedo, mais que suficiente para todos os pódios e bricadeiras ao final do dia. Saldo mais que positivo nesse quesito ao longo dos dois dias.

Conduzindo – No sábado fui para a pista apenas com Loira, eliminamos no Agility e fizemos um Jumping com duas faltas. Talvez a Edilene esteja certa quando diz que nos dias que atuo como árbitro, entro desconcentrado como condutor. É mesmo difícil virar a chave.

Domingo Skol foi pra pista. Primeira perna, pista do Samir, excelente zerado cravando um Best Lap, nosso acesso ao Grau 2 e o título de Campeões Brasileiros da temporada. Petacular, como diz o Dan. Na segunda pista por conta de todo o oba-oba, desconcentração total e acabei por criar um novo trajeto que aparentemente não agradou ao Artur. Resultado: eliminado, mas feliz porque na sequência Skol fez todas as ZCs que vem sendo minha maior preocupação.

Skol - Best Lap, Acesso ao G2  e Campeão Brasileiro G1 Midi

Skol – Best Lap, Acesso ao G2 e Campeão Brasileiro G1 Midi

Bem, chegou a vez do Grau 2 e da minha menina Loira entrar em pista. Acalmado da felicidade com Skol, entrei focado e disposto a deixar uma marca nessa temporada que não foi nada boa para nós dentro do Brasileiro. Agility maravilhoso e mais um Best Lap no dia. Aí, partiria para a segunda pista e para conquistar o que passou a ser meu objetivo no fim da temporada: Levar Loira ao Grau 3. Jumping de três tuneis retos e paralelos do Artur, um teste para a memória e preparo físico. Maravilhosa pista, mas… meu Deus, um toque da Loira no penúltimo Salto nos afastou do acesso… paciência, mesmo assim ficamos com a vitória da décima etapa e garantimos a ração do mês.

Loira - Esgotado depois de deixar escapar o combinado

Loira – Esgotado depois de deixar escapar o combinado

Saldo mais que positivo nos dois dias. Lindas provas, local maravilhoso, amigos de sempre, reencontro com alguns que estavam sumidos, risadas, bricadeiras, troca de informações, cães, presença de parte da minha família, fotos, alegria, alegria, alegria…

Obrigado, Agility!

Campeão Paulista 2012/13

Nesse final de semana em Descalvado após conquistarmos a quarta etapa da V Copa Paulista de Agility, eu e Skol nos sagramos campeões 2012/13, já que os duzentos pontos possíveis nas duas últimas etapas não são suficientes para nos alcançar.

Quando escrevi  sobre minhas metas para essa temporada dizia que o objetivo com Skol  é de prepará-lo para o futuro sem pensar em ranking e mesmo com esse título, nada muda. A falta de concorrentes nessas etapas é apenas um dos fatores para que não me deixe levar pela emoção, continuo focado em nosso desempenho em pista e esse é meu parâmetro para evoluirmos. De qualquer forma, um título é sempre bem vindo e deve ser comemorado.

By Ju Sales

Continuar trabalhando e aperfeiçoando para que daqui um ou dois anos possamos atingir um nível competitivo e digno de Grau Três, essa é a meta maior.

Alguns agradecimento nessa nossa curta trajetória:

A Regina que foi pivô para que esse molequinho chegasse até nós. Quando ela soube que eu e Edilene estavamos pensando num cão mini ou midi, se esforçou para nos convercer a ficar com o filhote do Skipper.

Ao Alex, que ao saber da nossa vontade fez questão de que Skol ficasse conosco, pela proximidade que teria com o filhote e pela confiança que deposita em nós.

A Kátia, que assim como Alex, desde o início sempre se mostrou feliz em depositar a guarda do filhinho da Carol em nossas mãos.

Skolzinho

Ao Joel, pela parceria nos treinamentos e dicas importantes em nossa preparação.

Ao Samy, pela força e pelas dicas importantes de quem sabe conduzir um midi como ninguém.

A Edilene pelo amor e parceria na criação, e por me empurrar na direção desse campeãozinho.

E a todos amigos pelos incentivos, elogios e críticas a nossa dupla.