Calendário para temporada 17/18

Esse fim de semana marcou o encerramento da temporada 16/17 do Agility brasileiro, de forma morna diga-se de passagem, principalmente porque no calendário era previsto uma festa anual que marcaria a temporada. Eu esperava pelas provas de Túneis, prova do Tambor e a cerimonia de entrega dos troféus pelas conquistas das duplas, semelhante o que ocorreu na anterior, mas…

Rei morto, Rei posto – Hoje o site oficial agilitybr publicou o calendário para a próxima temporada e destaco alguns pontos:

O primeiro é que começamos com etapa dupla da Copa Paulista. Eu sou contra, algo cabalístico, mas tenho que as etapas do Paulista devam ser simples e nos domingos.

Segundo que temos as datas das quatro etapas do Campeonato Paranaense e isso é maravilhoso. Tive a oportunidade de participar do primeiro em 2014 como árbitro e competidor e foi ótimo. Creio que serão outros organizadores e não sei em qual cidade será, mas se repetir o que tivemos na oportunidade, certamente será um sucesso.

Paranaense de 2014

Terceiro que voltaram as dez etapas do Brasileiro com intervalos de dois meses entre elas, rotornando a Copa CBA para apenas um fim de semana como seletivas, formato esse que mais me agrada. Há rumores que uma dessas etapas duplas do brasileiro será realizada no nordeste e mesmo sabendo que dificilmente participarei, sou totalmente a favor. Afinal, nada mais justo mediante a força que está se tornando a região no cenário brasileiro.

Como sempre, ficamos na torcida para que as datas sejam respeitadas, já que isso é fator primordial na programação daqueles que precisam fazer grandes deslocamentos e ficar dias afastados de casa e do trabalho.

Boa temporada à todos.

Calendário – Falta espaço

No post anterior citei o Blog do Fabi, mas os comentários de lá estão fechados. Como fiz minha crítica publicamente, acho necessário responder e me retratar a todos.

Alex, coordenador da CBA, respondeu e esclareceu os motivos do estrangulamento no calendário do Brasileiro:

“Respeito a opinião de todos, mas gostaria que antes de criticarem e etc, procurem analisar o calendário como um todo, Miguel, vc é meu amigo e te respeito muito, mas te digo uma coisa, não é difícil de entender e nem foi feita as pressas, foi pensada tentando o melhor possível, mas nem sempre é possível na prática, a Mudança da data de outubro foi por causa do segundo turno das eleições, eu queria fazer uma semana antes mas não é possível pq já tem 2 regionais marcados, semana depois temos seminários internacionais, depois teremos um ENORME feriado no meio de novembro (lembrando que Novembro tem 3 feriados), até consideramos marcar, mas imagina o quanto eu seria xingado por estragar um super feriado do pessoal por causa da prova do BR, e pronto, não temos mais opção, a não ser a primeira semana de Dezembro, e por conseguinte as provas em sequencia, caso nao fizessemos nesta data tudo ficaria mais apertado ainda. 

Pessoal estaremos fazendo de tudo para tentar ajudar a todos, mas nem sempre isso será possível, espero contar com a compreensão de todos”

É isso aí, Alex! Também te considero e respeito, por isso estou aqui dando meus pitacos. A CBA não deve explicações dos atos a ninguém, mas essa compreensão que você pede seria mais simples com um esclarecimento aos agilitistas e evitaria que um mala como eu escrevesse bobagens. Se no ato das alterações apresentarem os motivos e dificuldades, certamente será compreendido e respeitado por todos.

Ficamos com um calendário estrangulado e que prejudicará muita gente, mas com seus esclarecimentos fica transparente e evita chiadeira. Fiquei muito chateado com a situação do Fabiano e daqueles que certamente não poderão comparecer em todas as etapas, mas como você  disse, nem sempre é possível atender a todos e tenho certeza que você também tem esse mesmo sentimento pelos que eventualmente não poderão viajar.

Agora, minha opnião: Penso que  o Brasileiro deva ser prioridade, já que reune a maior concentração de praticantes do país, ou seja, se for necessário, que sacrifiquem datas dos estaduais e eventuais seminários.

Disse diversas vezes ao Guilherme e agora à você: Toda vez que sentir algo incomodando, vou dizer porque assim como vocês, também sou um apaixonado pelo Agility e não quero que nada de ruim aconteça a nenhum praticante.

Obrigado pelo esclarecimento, Alex. Confio em você e continue contando comigo.

Calendário – A história se repete

Fabiano escreveu em seu Blog os “Motivos pra ficar fora do XIV Brasileiro” e sou solidário a causa. Elogiamos o calendário provisório, quando na sua publicação, justamente pelos intervalos entre as etapas sabido por todos facilitar o planejamento de qualquer competidor, principalmente dos que precisam percorrer muitos quilometros até o grande centro do Agility brasileiro.

Com as alterações das datas ficaremos com um calendário completamente congestionado, 3ª /4ª etapas, 5ª/6ª e 7ª/8ª com intervalo de vinte dias, ou seja, uma viagem a cada três finais de semana. Dessa forma, a CBA praticamente impede  a participação dos forasteiros em todas as etapas.

Ninguém é dono da verdade, mas o formato de etapas duplas a cada dois meses parece ser o mais sensato. Dessa forma, nos meses de intervalo podem ser relizados os estaduais, que estão se fortalecendo, além de Matchs e apresentações. Será que é tão difícil assim?

Sempre batemos na tecla de que nosso esporte é muito caro. Para amenizar, o parcelamento ajuda na programação financeira e logística, mas com essas alterações de datas, os competidores de outros estados vão praticamente pagar a vista. Difícil.

Só para constar: Essa prova oficial com valores de inscrições oficiais em Itu também me pegou de surpresa. Não é preciso dizer que o Clube de Cãompo é perfeito para praticarmos Agility, mas todo esse valor para uma prova única que não pertence a nenhum campeonato, não me parece justo ou… eu é que  estou ganhando pouco.