Mini Revolução

A carência de Minis e Midis no Agility brasileiro desde sempre foi destaque nas ordens de entrada. Não foi planejado, mas acabei deixando os Standards com a chegada do Skol. A intensão era a de um cão pequeno para Edilene conduzir, o resto é história, mas fato é que a “concorrência” nas categorias menores fica longe dos Standards, talvez seja um dos fatos de nos classificarmos para o Mundial.

Essa semana fizemos a CT da Raika, nossa Sheltizinha que será conduzida pela Edilene. Concordamos em estreiá-la no G0 para que a dupla comece sem nenhum tipo de pressão e vá ganhando confiança sem estresse. Como ela é Mini, corri os olhos na lista das novas carteiras para essa categoria e fui surpreendido positivamente.

ctrk

Encontrei muitos pequenos que serão conduzidos por condutores experientes como Rubens com Nose, Leandro com Farofa, Vívian com Nimoy, Katia com Pringles, Cassiana com Chili, Felipe com Kyra, Ana com Peeta e Marcela com Marie são algumas dessas duplas Minis Iniciantes. Além dessas duplas, temos algumas desconhecidas por mim como Miguel com Tommy, Weslei com Balu, Joanna com Dilma, Patricia com Arrow, Rosane com Sofia e Eric com Léia.

Ainda não sabemos se todas essas duplas estarão em Itu nas etapas da Copa CBA, mas seria lindo ver uma ordem de entrada recheada de Minis, uma Mini Revolução.

Vale a intenção

Eu estava fazendo inscrição para participar do GP Ravelli de Mountain Bike quando fui remetido ao nosso Agility.

A prova será realizada num novo loteamento/condomínio na cidade de Itu chamado UNA. Fui ao site do empreendimento para conhecer melhor e me deparei com a seguinte informação: Pet Space – Projetado com equipamentos de Agility. Imediatamente fui conferir e me deparei com a projeção abaixo.

Edu, foi contactado ou está sabendo de algo?

una-itu

Feliz 2017

Longas férias

Longas férias

Desde minha desistência do Mundial passado, nosso Agility sucumbiu. Minha rotina e da Edilene nesses meses mudou radicalmente e infelizmente não havia espaço para treinos ou competições. Conseguimos nesse meio participar da abertura da Copa CBA, mas obviamente nossos resultados foram pífios porque nossa cabeça não estava lá. Meu contato com o esporte nesse tempo todo se resumiu a bermuda oficial que acabou virando peça de decoração.

Porém, como diz o velho: Ano novo, vida nova! …e assim estamos focados na retomada das rédeas. Nesse sábado conseguimos fazer nosso primeiro treino, na verdade foi mais um recreativo porque a falta de preparo dos dogs ficou evidente. Loira, foi a que demonstrou o maior cansaço com poucos exercícios, lembrando que ela não é mais uma menina.

As próximas provas serão as etapas da Copa CBA na primeira semana de fevereiro, ou seja, menos de um mês para nos preparar e retornar as pistas. A Edilene está se esforçando para estreiar a Raika nessas etapas e vamos fazer o possível para que a dupla possa se divertir em Itu.

O Blog ficou abandonado e o Face ficou apático, voltarei a movimentá-los e esse post é o primeiro passo. Sobre essas atualizações, lamento informá-los, mas nessas andanças fiz a bobagem de apagar todas as fotos da Copa CBA e eram muitas. Em Itu terei a possibilidade de rever à todos e fazer novos registros.

Um 2017 com muita saúde e Agility Fun para todos.

Renan é nitro

Embora jovem, Renan tem uma grande experiência dentro do Agility. Nossa amizade foi se fortalecendo quando comecei a atuar como árbitro. Ele como entusiasta e estudioso do esporte se tornou uma ótima fonte para troca de idéias e informações na arbitragem.

dsc_0116

Renan integra a Comissão Técnica há anos apoiando as duplas que classificam-se para os mundiais. Como esse mundo era distante para mim, não tinha idéia do trabalho e responsabilidade exigidos durante os preparativos para uma viagem e participação de condutores com seus cães em um evento desse porte.

Já agradeci à todos os membros pelo carinho e presteza com que me acolheram, mas hoje estou aqui para agradecer em especial à esse cara que me parabenizou após a conquista da vaga em Atibaia e a partir daquele momento me abraçou, no sentido de me integrar, oferecendo todo o apoio a alguém que não tinha a menor idéia de como agir e sobre o que seria necessário a partir de então.

dsc_1549

Mesmo com minha desistência, Renan teve a gentileza de trazer belas lembranças de Zaragoza, inclusive o colete que eu usaria. Além disso teve a afabilidade de dizer que eu merecia mais que ele ter participado desse Mundial… Não, Renan! Se tem alguém que merece estar sempre junto à delegação, esse alguém é você.

Obrigado por toda dedicação e por dividir todas as emoções do que quase foi meu primeiro Mundial. Você me fez sentir integrado… Renan, você é nitro!

  • Em tempo – No exato momento que fui publicar esse post, vejo a nomeação do Tiago para compor a Comissão Técnica em substituição ao Renan. Ótima escolha e que obtenha muito sucesso.
    Renan, agora em nome de todos que direta ou indiretamente você ajudou, muito obrigado pela dedicação.

Supremacia

No Mundial desse ano teremos 496 cães de 36 raças diferentes competindo em Zaragoza. Entre as raças 176 são Borders, 156 Shelties, 28 Poodles e 24 Parsons, ou seja, 77.4% do total em apenas 4 raças. Resta assim apenas 22.6% para ser dividido entre as demais 32 raças.

Recentemente temos visto raças diferentes sendo introduzidas no agility brasileiro como os Parsons, Mudis, Pirineus e Papillon, mas o cenário internacional mostra que ainda estamos muito longe de ameaçar a supremacia de Borders e Shelties.

Um fato curioso é que em um universo de apenas 8 Mudis, 2 deles partirão daqui junto à nossa seleção, mais especificamente da Universicão Curitiba.

Corah, Mudi de Felipe Minet

Corah, Mudi de Felipe Minet