Sentimentos

Foi divulgado a lista com as duplas que estarão no Mundial de Zaragoza no site oficial da competição: AWC 2016

Olhando para Miguel e Skol na tabela, traço uma lista de emoções: Alegria, angustia, contentamento, desapontamento, esperança, entusiasmo, felicidade, frustração, gratidão, inspiração, mágoa, orgulho, paciência, prazer, raiva, resiliência, surpresa, tristeza e vaidade.

Fico aqui pensando na quantidade de duplas que também passaram por essa situação, como nessa mesma equipe quando Sonia e Mey abriram mão da vaga. Tenho certeza de que não é fácil para ninguém, mas nossa vida é feita de momentos.

Dentre os sentimentos listados, se tivesse que escolher o que melhor representa o momento, eu escolheria orgulho. Orgulho por estar nesse seleto grupo de duplas que representam seus respectivos países. Imaginando a quantidade de duplas que praticam Agility ao redor do mundo, não poderia estar mais orgulhoso com nossa presença.

AWC2016Teams

Ciclos da vida

Domingo, na segunda etapa do Brasileiro, compartilhamos mais um daqueles belos e emocionantes momentos que o esporte e a vida nos proporcionam.

Aurélio Schubert, ou melhor, sua filha Nicolle conduziu Cacau em sua última prova oficial anunciando sua aposentadoria. Os feitos de Cacau foram enormes para o Agility brasileiro, levando Aurélio diversas vezes à cruzar fronteiras representando o Brasil.

DSC_0001

Nossas vidas são marcadas por momentos de chegada e momentos de partida. Nicolle não está chegando agora no Agility, mas é como se estivesse pela tenra idade que tem e certamente proporcionará muitas alegrias à Aurélio. Alegrias como essa, de conduzir essa cachorrinha tão especial em seu momento de partida.

DSC_0005

Idas e Vindas

A primeira etapa da IX Copa Paulista marcou, pelo menos temporariamente, a despedida de Wesley Massarelli das pistas. Junto a ele Sophia, com quem formou dupla no Mundial 2015 e Stella, cachorras de grande potencial que deixarão uma grande lacuna em nossas provas. Wesley é um jovem talento que fará falta, mas no momento precisa direcionar seus esforços à carreira profissional. Ficamos na torcida para que profissionalmente obtenha o mesmo êxito que conquistou no Agility e que possa voltar ao nosso convívio o mais breve possível.

Wesley e Stella na 1ª etapa da IX Copa Paulista

Wesley e Stella na 1ª etapa da IX Copa Paulista

Assistindo a última pista do Wesley, recordei  de outros jovens talentos que também afastaram-se do esporte. Rodrigo Barsanti, que se ausentou pelo mesmo motivo e profissão, veterinária, está retornando aos poucos, mas outros ainda não mostraram as caras e fazem falta. Fabio Zerbinatti, Rodrigo Silva, Otavio Ferreira e Bruno Moreno são alguns nomes que me vieram a cabeça e que gostaria de vê-los em písta novamente.

Infelizmente o Agility não enche a barriga de ninguém, por isso na escala de prioridades ele acaba ficando em segundo plano nesses momentos decisivos. A torcida sempre será para que apareçam outros jovens talentos e aqueles que desligam-se temporariamente possam voltar o mais breve.

Só no Brasil

Não, não acho que nosso país seja perfeito, sei que temos muito a melhorar em todos os sentidos, mas se existe algo que me incomoda tremendamente é o tal Complexo Vira-latas, expressão criada por Nelson Rodrigues.Capture

Acompanhando pelo Facebook tenho lido algumas reclamações sobre o gramado do Europeu que está rolando na França nesse fim de semana.

20160729_4MG_6286

Choveu ou está chovendo por lá e por conta dessas condições aconteceram diversas quedas de condutores, inclusive com algumas contusões.

20160729_4MG_7205

O fato me remeteu aos comentários desabonadores a respeito do gramado antes e durante nosso A&C 2015.

DSC_0355

Tivemos fortes chuvas por aqui também, inclusive paralizando a prova por alguns minutos, mas o saldo final foi extremamente positivo. Saudade…

DSC_0314

Fotos: Koirakuvat

Início de temporada

Para os paulistas a temporada 2016/17 de Agility começou dia 17 de julho em Cotia. Foi realizado na Dog World a primeira etapa da IX Copa Paulista.

A Copa Paulista surgiu para substituir o extinto Campeonato Paulista e se tornou um marco na minha história agilitista. Minhas duas primeiras participações em provas oficiais foi justamente no Campeonato que era ligado a Fecesp e coordenado pelo precursor do Agility no Brasil, Sam Gottlieb. Sendo assim, essa que começa agora é minha nona temporada no esporte.

Nessa primeira etapa, coube ao árbitro internacional Dan Wroblewski julgar a primeira pista de Jumping Grau 1 oficial realizada no Brasil. Discutimos sobre como seria o grau de dificuldade de um Jumping Grau 1, mas pela experiência de ter julgado essas pistas em outros países, Dan não teve dificuldade para equalizar o percurso ao nível das duplas.

Essa será minha primeira temporada e do Skol como Grau 3 e começamos muito bem. Na primeira etapa, no total serão dez, conquistamos a segunda posição divindo o pódio com as feras Vivy/Jem e Paulo/Ace, além do árbitro internacional Artur Pires.

DSC_0386

Edilene não teve um bom dia nas pistas. Infelizmente Deep foi eliminado em suas duas pistas G1 por refugar e recusar alguns saltos e Loira, embora no geral tenha feito boas pistas, também acabou eliminada. Detalhes…

Nosso Jumping